4.8.09

Paredes de Coura 2009

Realizou-se entre o dia 29 de Julho e 1 de Agosto aquele que é, por excelência, o melhor festival alternativo do país.
No primeiro dia (a habitual recepção ao campista) o festival contou com o controverso Patrick Wolf, que entre mudanças de fatos e instrumentos, apresentou o seu último álbum (The Bachelor) e ainda teve tempo para “The Magic Position”, que o público tão adorou. Os Bons Rapazes entraram com o pé direito, com Fleet Foxes, enveredando depois para caminhos electrónicos.
O segundo dia deste festival (primeiro no palco principal) era, na minha opinião, o mais apelativo. Deste dia é de destacar o espectacularmente bom concerto dos Horrors. Com uma sonoridade a lembrar Joy Division encantaram os presentes (pelo menos a mim, já rendida ao álbum). O concerto mais esperado da noite pela maioria dos espectadores pertencia aos Franz Ferdinand. Os escoceses puseram a multidão em delírio, num concerto quase todo composto por singles, mãos no ar e classe, muita classe da parte da banda.
O terceiro dia chegou e com ele vinham Nine Inch Nails, Peaches, Portugal, The Man e Blood Red Shoes. Os ainda novos Blood Red Shoes mostraram que são capazes de dar um concerto à altura do festival, com guitarradas, berros e uma bateria espectacular. Peaches, a senhora que esteve sempre em contacto com o público incluiu no seu concerto: drama, strip, fatos curiosos, entre outras coisas. Paredes de Coura estava divertido, sem sombra para dúvidas. O Palco After-Hours recebeu, neste dia, um nome sonante: Kap Bambino. O melhor concerto neste palco foi dado por eles, onde se ouvia e sentia a adoração da parte do público, gritando “Hey” quando estes saíram do palco, voltando depois, para satisfação dos presentes.
No último dia, com a excepção do concerto do último projecto de Manuel Cruz, Foge Foge Bandido e Jarvis Cocker, foi um dia um pouco fraco. Confesso que já não conseguia ouvir o irritante vocalista dos Hives falar de si próprio como um deus. Já Jarvis Cocker espalhou charme e elegância nesta última noite. Conseguiu encantar completamente o público presente.

Mais um ano que passou, cheio de boas surpresas, como estamos habituados! Obrigada prima!

(fotografia, blitz)

4 comentários:

  1. sim, o último dia foi do Mr. Jarvis e também não gostei dos hives... as musicas são todas iguais e irrita-me a atitude de stars deles.

    ResponderEliminar
  2. a sério? eu não vi ninguem :|

    que saudades de paredes de coura já!

    ResponderEliminar
  3. Se tudo correr bem, para o ano lá estarei. Gostei tanto da desta edição, q acho q ainda não foi a ultima!!!!
    Adorei os Franz Ferdinand e o Jarvis Cocker!!
    Obrigada pela tua companhia!!

    ResponderEliminar
  4. eu este ano acompanhei o festival apenas pela radio, antena 3... mas tenho pena de n ter visto Patrick Wolf e Peaches ao vivo, por tudo k ouvi pareceu ser excelente : )

    ResponderEliminar